PAEC: Pais e mães de recém-nascidos são orientados sobre a importância da cobertura vacinal por meio de ações educativas » Uniarp

09.10.23

PAEC: Pais e mães de recém-nascidos são orientados sobre a importância da cobertura vacinal por meio de ações educativas

No seu projeto PAEC: “Análise da cobertura vacina da poliomielite nas crianças de 0 a 4 anos completos no município de Caçador- Santa Catarina”, a acadêmica Vanessa Catto Gritt, do 10º período do curso de Medicina da UNIARP, realiza ações informativas visando melhorar o atual cenário de cobertura vacinal da poliomielite no município de Caçador. Uma das ações foram realizadas na maternidade do hospital Maicé com mães e pais dos recém-nascidos. O projeto é orientado pela professora Msc Alesandra Perazzoli de Souza.

A ideia do projeto surgiu com notícias sobre os índices decrescentes da adesão ao calendário básico de vacinação (PNI) durante o período da pandemia COVID – 19, e também após verificar os indicadores de cobertura vacinal. “Acendeu um alerta e preocupação sobre a desinformação. Diante disso, encontrei no PAEC, uma forma de levar informação e alertar a comunidade sobre a importância de vacinar seu filho contra a paralisia infantil”, explica.

A acadêmica conversou com os pais, ainda na maternidade, orientando sobre a importância da vacinação, os riscos da não vacinação, meses e idades que devem levar seus filhos fazerem as vacinas nos postos de saúde da cidade. Durante todas as abordagens, os familiares receberam um folder com orientações importantes sobre o tema.

Além do trabalho, realizado em Caçador, a acadêmica Vanessa foi convidada para falar em um grupo de gestantes em Curitibanos- SC, no qual fez sua rotação em saúde da família durante o internato.  “Tenho uma grande adoração pela saúde preventiva, e acredito que a prevenção é a base da qualidade de vida em nossa sociedade. Esse foi o motivo que me levou a falar e abordar o tema. Talvez a falta de casos atualmente ou a escassez de informações sobre a paralisia infantil deixe as pessoas com uma “falsa sensação de segurança”, de estar protegido. Não podemos deixar que a poliomielite volte a circular em nossa sociedade, afinal as sequelas são graves e irreversíveis aos pacientes acometidos pela doença. Podemos evitar que isso aconteça de uma forma simples, vacinando todas as crianças e, ainda, gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS)”, relata a acadêmica.

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Escrito por:

Imprensa Uniarp

Notícias

Leia mais notícias relacionadas

Biblioteca

A UNIARP tem um acervo com mais de 45 mil títulos disponíveis.

Guia da Cidade

Você é acadêmico e chegou agora na cidade? Conheça mais sobre Caçador!

Tour 360

Conheça parte da nossa estrutura com o nosso tour virtual!

Programa de Valorização da Vida

Espaço pensado para possibilitar o acesso aos conteúdos da Psicologia.

Diretório Central dos Estudantes

Adquira sua carteirinha estudantil para garantir benefícios.

Calendário Acadêmico

Fique por dentro de todas as datas e eventos importantes.

Biblioteca

A UNIARP tem um acervo com mais de 45 mil títulos disponíveis.