Projeto com origem no Mestrado da UNIARP é aprovado na 1ª etapa de Prêmio Nacional » Uniarp

04.04.23

Projeto com origem no Mestrado da UNIARP é aprovado na 1ª etapa de Prêmio Nacional


A mestranda da UNIARP, Claudinéia Aparecida Alves Buch do Programa de Pós-Graduação Mestrado Profissional em Educação Básica (PPGEB) aplicou em 2022 um projeto na Escola Municipal de Educação Básica Profª Judith Goss de Lima, vinculada à Rede Municipal de Ensino de União da Vitória- PR.

O projeto foi inscrito pela professora Claudinéia no concurso “Educador Transformador”, do SEBRAE, Instituto Significare e Bett Brasil, o qual seleciona projetos inovadores, que mobilizam os seus estudantes em situações do dia a dia, descobrindo problemas e oportunidades, transformando ideias e desenvolvendo respostas para problemas reais da vida.

O projeto: “A horta: cenários e práticas pedagógicas transdisciplinares e ecoformadoras no ensino fundamental”, mobilizou a comunidade escolar estimulando que os próprios estudantes encontrassem soluções para a realidade enquanto estudavam os conteúdos curriculares.  

No concurso foram inscritos 3 mil projetos de todo Brasil. Com a aprovação na primeira etapa, a escola recebeu o selo de participação e segue para a seletiva que selecionará 70 projetos de todo o país, divididos por área de ensino.

Na fase final, será selecionado um projeto para cada uma das sete áreas: Educação Infantil, Anos Iniciais, Anos Finais, Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos e Ensino Superior. Os projetos vencedores terão direito a bolsa integral no curso de MBA em Educação Empreendedora e mais cinco bolsas integrais para as instituições de cada um dos vencedores, além de troféu e certificado.

Projeto envolveu a comunidade escolar

Tanto o planejamento da proposta como sua execução foram feitas de forma colaborativa, por meio da efetiva participação dos estudantes, seus familiares, docentes, profissionais técnicos e gestores da escola. Entre as ações previstas no projeto, foi realizada a revitalização da horta escolar.

Enquanto a revitalização acontecia, o processo estimulava a participação, o protagonismo, o dinamismo, a criatividade, o espírito de equipe, a preocupação com o outro    e com o meio, a inclusão, a empatia, além de observarem a relevância com o compromisso em relação a emergências planetárias.

Foi nesse ínterim que os conteúdos curriculares passaram a fazer mais sentido. Isso porque realizar as medidas e fazer cálculos relacionados ao espaço, produzir textos a partir de pesquisas sobre possiblidades de cultivo, compreender a relevância do uso de produtos orgânicos enquanto o conteúdo de Ciências era estudado e tantas outras oportunidades geradas no decorrer do projeto, valorizaram o conhecimento pertinente e tornaram os processos de ensino e de aprendizagem mais significativos.

Como um dos resultados, o espaço revitalizado está sendo usado como um laboratório ao ar livre. É nele que os docentes estão aliando teoria e prática e os estudantes estão se apropriando de conteúdos curriculares enquanto melhoram sua própria realidade e ficam atentos às emergências globais.

Apesar da finalização do projeto em 2022, a iniciativa continua trazendo resultados. Nesse processo, faz a diferença nas práticas pedagógicas desenvolvidas na escola, visto que é um espaço dinamizador e que estimula a pesquisa e a imaginação.

A revitalização também motivou outras ações que mobilizaram a comunidade escolar interna e externa, entre elas o projeto “Recicle Feliz” e a da “Gincana Ecológica”.

Estímulo as práticas pedagógicas ecoformadoras

O Programa de Pós-Graduação Mestrado Profissional em Educação Básica (PPGEB) da UNIARP tem como base uma matriz curricular transdisciplinar e que estimula práticas pedagógicas ecoformadoras.

Entre as atividades que os mestrandos desenvolvem na disciplina de Didática e Metodologia do Ensino na Educação Básica e dão continuidade em outras disciplinas, consta a elaboração de Projeto Criativo Ecoformador (PCE) que pode ser aplicado nas escolas de atuação dos mestrandos, especialmente porque seu planejamento tem como base demandas locais e, portanto, necessidades das escolas e do entorno em que se inserem, e sua vinculação a emergências globais, tais como as observadas nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Escrito por:

Imprensa Uniarp

Notícias

Leia mais notícias relacionadas

Biblioteca

A UNIARP tem um acervo com mais de 45 mil títulos disponíveis.

Guia da Cidade

Você é acadêmico e chegou agora na cidade? Conheça mais sobre Caçador!

Tour 360

Conheça parte da nossa estrutura com o nosso tour virtual!

Programa de Valorização da Vida

Espaço pensado para possibilitar o acesso aos conteúdos da Psicologia.

Diretório Central dos Estudantes

Adquira sua carteirinha estudantil para garantir benefícios.

Calendário Acadêmico

Fique por dentro de todas as datas e eventos importantes.

Biblioteca

A UNIARP tem um acervo com mais de 45 mil títulos disponíveis.